Rotina de tratamento: Como saber o que o cabelo precisa?

14
e9b98c9d459600f2eb8d41711cafe5e9

Quando comecei a fazer minha transição, tive várias dúvidas sobre qual rotina seguir. Várias vezes me disseram que eu ia aprender a identificar o que meu cabelo precisava. Eu me perguntava: como? Realmente, eles estavam certos e eu consegui com o tempo. Mas há sinais que nos ajudam a identificar e isso simplifica muito a rotina de tratamento.

Pesquisando tratamentos novos, encontrei o Blog Cabelos e Sonhos (do cabelereiro Marlon Bruno) com uma rotina de tratamento diferente. Analisando, percebi que os componentes que eu costumava a usar no cabelo estavam entre os itens citados. Resolvi experimentar, fiz umas adaptações e uso essa rotina de tratamento há mais de três anos. Essa rotina tem quatro pilares: força, disciplina, textura e cor.

 

Como direcionar o foco do tratamento?

Força:             Quando o cabelo está fraco e quebradiço.

Disciplina:    Quando há falta de definição e excesso de frizz.

Textura:         Quando o cabelo está sem brilho, áspero e poroso.

Cor:                  Quando o cabelo tem coloração, mechas, luzes (nesse caso entram também os cabelos naturais que precisam de realce e proteção).

 

cronograma_capilar_brasileiro_cabelosesonhos_marlon

 

Como funciona? Para esse tratamento, vamos precisar de quatro produtos, na seguinte ordem de importância dentro desse cronograma: máscara, leavein, condicionador e shampoo.

Imaginemos que você está com quebra e ressecamento no cabelo. Você vai tratar força e textura, por meio de uma máscara com os componentes de força, um leave-in com os componentes de textura. Pode procurar um condicionador que tenha os componentes de disciplina e o shampoo que trate o item cor. Pronto, com quatro produtos você tem o tratamento equilibrado para a necessidade do seu cabelo no momento.

 

Esse é o conceito: identificar o que o cabelo precisa, anotar os componentes, escolher os produtos e testar.

Um dos seus produtos precisa obrigatoriamente ter os componentes de força. Se seu cabelo não está quebrando, então pode usar um shampoo pra esse item (é o último produto em termos de grandeza nesse tratamento). Se você está com quebra, os itens de força precisam estar presentes na composição da sua máscara.

Entendeu a ideia? Agora vamos identificar o que a gente precisa ter na composição dos produtos para cada item.

Força: aminoácidos, proteína, elastina, colágeno, carboidrato.

Disciplina: cera de candelila, óleo de macadâmia, de abacate, oliva, refinadores catiônicos,óleo de argan.

Textura: Mel, óleo de coco, óleo de damasco, manteiga de karitê, nanoceramidas, ácidos graxos.

Cor: Ceramidas, ácido de frutas (limão, laranja, maçã), extrato de frutas (grapefruit).

A queratina não é bem-vinda nessa rotina, pois pode causar quebra no cabelo com o uso contínuo.

 

Eu preciso ter todos esses itens na composição do meu produto? Não, mas um desses itens precisa estar entre os cinco primeiros itens da composição do produto.

Como eu monto minha rotina? A máscara deve ser usada uma vez por semana, principalmente quando estiver na rotina como item de força. Os demais itens você vai usar de acordo com sua rotina de lavagem.

Eu não sou adepta de cronogramas tradicionais, e esse método de tratamento não invalida os outros. É uma forma diferente de atender as necessidades do cabelo no momento do tratamento. Você vai ter menos produtos, mas precisa observar muito a composição. Se eu tenho problema de definição, uso uma máscara de macadâmia, mas se esse componente está no fim da formulação do produto, não vai ajudar.

No próximo post,conto como é minha rotina de tratamento atual e minhas adaptações a esse conceito de cronograma.

Bjs!

Fonte:http://www.cabelosesonhos.com

 

Sobre o autor

Eliane Serafim

Eliane Serafim é mulher negra, terapeuta capilar (Cabelo e Bem Estar), empreendedora social e criadora do Encrespa Geral, criadora e administradora da comunidade e grupo Amigas Cacheadas no Facebook.

14 comments

  1. Silvinha 15 abril, 2017 at 01:49 Responder

    Olá!!! Conheci o Cronograma capilar brasileiro graças a vc, há um tempinho atrás. E é tiro e queda! rsrssrs. Obrigada

  2. Natalia 15 abril, 2017 at 18:54 Responder

    Adorei a dica, mas fiquei com algumas dúvidas…
    O meu cabelo está quebrando e também faço uso de coloração. No caso eu tenho uma máscara com elementos que devolvem a força ao cabelo que pelo o que entendi devo usar uma vez na semana, e também uso shampoo indicado para cabelos quebradiços e a dúvida é se devo continuar usando esse tipo de shampoo, e qual produto devo usar para atender a parte de coloração? E por fim os cremes de pentear também entram nesse cronograma? Eu faço o low poo, então todos meus produtos são liberados para a técnica. Desculpe tantas perguntas rs, mas espero que possa ajudar, porque não aguento mais meu cabelo quebrando todos os dias.

    • Eliane Serafim 15 abril, 2017 at 21:07 Responder

      Oi Natália! Tudo bem amore?
      Para ter assertividade na resposta eu teria que conhecer a composição dos seus produtos. Mas o que eu imagino que possa estar acontecendo é o seguinte: uma carga alta de elementos de proteínas que pode causar quebra (máscara e shampoo). Intercale os produtos. Ex: Antes da coloração use a máscara, e na rotina normal use outra máscara de acordo com a necessidade que seu cabelo apresenta e o shampoo. Isso vai manter a proteína na rotina sem sobrecarregar os fios.
      Suspenda essa máscara umas duas semanas, porque o cabelo pode estar saturado.
      Há outros fatores que provocam quebra, como por exemplo suor excessivo no cabelo. Vou fazer um post sobre isso. Sempre que você fizer coloração use mel de abelha puro dois ou três dias depois do processo. O mel é ácido, hidratante e ótimo para restauração dos fios.
      Dá uma olhada nesse post também: http://amigascacheadas.com.br/cuidados-basicos-para-restauracao-do-cabelo-apos-coloracao-ou-mechas/

      O creme de pentear entra no cronograma. A ordem de produtos é sempre: máscara, leave–in, condicionador e shampoo.
      Tem certeza que você tem quebra e não queda?
      Tudo bem fazer low ou no-poo. Não interfere na rotina.
      Se tiver mais alguma dúvida e só perguntar, ok?
      Bjs
      Eliane.

Colocar um novo comentário