Transição Capilar: Qual o melhor momento de cortar?

0

Está em transição e não sabe o que fazer?

 

Se retirar tudo, se retirar pouco, se esperar crescer…

Como se sabe, a transição capilar é uma das fases mais difíceis, se não a mais difícil na vida da maioria das mulheres, visto que é um período delicado em que muitas vezes a mulher sequer se lembra da textura e formato originais dos seus fios. É uma fase de descobertas!

Mas além dos cuidados e da rotina diária, o que fazer em um corte de cabelo nessa fase?

Cortar ou não cortar, é o mais ideal?

Como profissional da área, posso responder que depende; nem todos os casos o corte total ou Big Chop é o mais ideal…

E vou mais além. Dependendo da rotina da pessoa, cortar tudo por impulso ou por pressão pode levar a um sério problema. Não em relação à autoestima da pessoa ou opiniões alheias, mas à rotina de arrumar e prender, que a maioria já tem ou aprende a ter nessa fase.

Existem muitas formas de se estilizar um cabelo na fase de transição e, dependendo da escolha da pessoa em não cortar, é interessante que, nesse período de crescimento, se descubram outros meios de se estilizar, sejam texturizações, penteados, tranças.

O importante é a decisão assertiva da pessoa, sem pressões e, se possível, com um acompanhamento profissional, no qual será avaliada uma série de fatores desde o comprimento natural, o estilo da pessoa, formato do rosto, dentre outros aspectos.

Estejamos sempre atentos para que o Big Chop não seja feito apenas por simples motivos, mas sim de acordo com os desejos da própria pessoa e, se possível, análises sobre o melhor momento.

 

 

Daniela Lisboa

Cabeleireira arquiteta de cachos

Especializada em corte, coloração e mechas

Sobre o autor

Eliane Serafim

Eliane Serafim é mulher negra, terapeuta capilar (Cabelo e Bem Estar), empreendedora social e criadora do Encrespa Geral, criadora e administradora da comunidade e grupo Amigas Cacheadas no Facebook.

Sem comentários